Top
26 de Junho de 2018 . 13h58
Melhoramento genético
Melhoramento genético

Entre os dias 6 e 8 de junho foi realizado uma missão técnica em Governador Valadares-MG na Cooperativa Agropecuária do Vale do Rio Doce para os produtores da Selita que estão no projeto de transferência de embrião FIV. Lá eles tiveram a oportunidade de conhecer propriedades que já estão nesse projeto há mais de quatro anos obtendo excelentes resultados.

Cerca de 54 cooperados puderam visitar duas propriedades e conhecer os manejos que são realizados com as bezerras provenientes do projeto de  FIV. A visita foi bastante apropriada, porque a partir de julho as bezerras dos participantes do Projeto FIV da Selita irão começar a nascer, além disso, a viagem serve como interação cooperativista e trocas de ideias entre cooperados da Selita e da Vale do Rio Doce.

A viagem teve o patrocínio da Selita, SEBRAE e o acolhimento de alto nível da cooperativa Vale do Rio Doce. Segundo o Gerente de assistencia ao Cooperado, Edino Rainha, o mais importante dessa visita é o apredizado de como ciar essas bezerras   que irão nascer. “Isso na visita foi fundamental e tenho certeza que os cooperados saberão aproveitar a experiência de quem já está no processo a mais de quatro anos”, avaliou Edino.

“A missão agregou muito conhecimento, muito valor ao nosso projeto de Fertilização In Vitro que está sendo patrocinado pela Selita e Sebrae. A região que visitamos tem topografia e clima semelhante ao nosso e a grande diferença é que os cooperados da Vale do Rio Doce não têm incentivo nem da cooperativa e nem do SEBRAE, tudo é feito com recursos próprios. A viagem veio no momento certo”, ressaltou o Conselheiro Rubens Moreira.

Já para o assessor da diretoria e gestor do projeto de pecuária de leite do SEBRAE, Abdo Gomes, que também participou da viagem, disse que essa missão técnica tem como objetivo preparar os produtores que estão recebendo o FIV na propriedade, “para que possam cuidar, de forma correta, dos bezerros que irão começar a nascer. O Sebrae está à disposição com tudo o que é necessário para que os cooperados se capacitem para fazerem um bom trabalho na propriedade”, esclareceu.

Luciano Lustosa, cooperado Selita, disse que ficou impressionado com o que viu, como as criações das bezerras, as propriedades visitadas que são produtivas e ao mesmo tempo simples. “Agradeço a Selita e ao SEBRAE por proporcionar essa viagem técnica para gente”, concluiu.

Atendimento ao consumidor
Estamos a disposição para lhe ajudar.
Enviar Mensagem
0800 028 1528