Notícias

28.10.2021

Vitória do Cooperativismo

A Cooperativa Selita realizou no dia 15 de outubro, uma Assembleia Geral Extraordinária, onde foram submetidos aos cooperados os seguintes itens da pauta do Edital publicado dia 15 de setembro de 2021: Reforma do Estatuto Social e autorização para al

 

A Cooperativa Selita realizou no dia 15 de outubro, uma Assembleia Geral Extraordinária, onde foram submetidos aos cooperados os seguintes itens da pauta do Edital publicado dia 15 de setembro de 2021: Reforma do Estatuto Social e autorização para alienar bens imóveis (ativos ociosos) pertencentes à cooperativa.

Diversos itens do Estatuto Social foram alterados, destacando a diminuição da idade para receber a Restituição de parte do Capital Social, que ficou da seguinte maneira: a partir de 2022, quem tem 69 anos pode receber o Capital, em 2023 – 68 anos, 2024 – 67 anos – 2025 – 66 – e a partir de 2026 - 65 anos. Ficou mantido que o cooperado precisa ter no mínimo 15 anos de entrega do leite ininterruptamente.

Outro item a destacar na Reforma do Estatuto, é que os membros do conselho de administração, eleitos em 2018, poderão ser candidatos em 2022, independente de quantos mandados eles possuem. Essa alteração será válida somente para a eleição de 2022. A votação nesse item foi aprovada pela grande maioria dos presentes. Com relação a alienação (vendas) dos bens móveis ociosos foi aprovado que a administração fizesse as vendas desses itens, de acordo com os valores de mercado.

A Assembleia transcorreu em clima harmonioso com presença mais de 280 cooperados, mostrando que a cooperativa está unida. Os sócios entenderam e apoiam a atual administração, que tem feito em trabalho relevante, buscando sempre o melhor para a cooperativa e os associados. É a vitória do cooperativismo.

Segundo o ex-presidente e cooperado de Muniz Freire, Odilon Favoreto, a Assembleia foi muito importante porque no passado o ocorreu um fato semelhante. “Inauguramos o longa vida, e fomos para as eleições e perdemos. A fábrica ficou praticamente seis a sete meses sem funcionar e o mercado sendo assumido por outras companhias. Essa alteração no estatuto é importante pra essa diretoria dar continuidade ao que está sendo feito. A maturação de um projeto desse é muito longa, e para isso é preciso que eles tenham o tempo para concretização do projeto”, destacou Favoreto.

 “Foi importantíssimo a Assembleia, porque vai garantir a possibilidade da continuidade desse grupo que começou esse empreendimento. A venda desses imóveis que estavam ociosos, eu que fui conselheiro fiscal por dois anos, quando pegava o balancete e via aquilo influindo no resultado da Selita, há quatro anos atrás eu já falava que precisava vender. Eu fiquei muito feliz. É um passo importante pro futuro da Selita. Tanto o grupo que está hoje, como os cooperados, estão de parabéns, esse é o futuro”, disse o cooperado de Alegre, Antônio Caetano Maciel.

Para o cooperado de Rio Novo do Sul, Paulo Brasileiro, é um sentimento de alegria. “A gente reconhece a evolução do cooperado, hoje ele vê, que a Selita cresceu com essa diretoria, e o cooperado vem participa da Assembleia com prazer e essa mudança proporciona a continuação da evolução para a cooperativa”.

O presidente Leonardo Monteiro, emocionado pelo apoio maciço dos cooperados, agradeceu a todos pela confiança depositada na atual administração. “Vamos continuar a trabalhar para dar o melhor para a Selita e seus cooperados, razão maior de ser da cooperativa. Que essa união e o comprometimento dos nossos associados façam a Selita cada vez mais forte, sólida e estruturada para vencer todos os obstáculos. Obrigado cooperados”, finalizou o presidente.

Fique Informado!

Para ficar por dentro das notícias e novidades, cadastre seu e-mail e receba nossa Newsletter.